CETAM – Tomografia e Ressonância
Home | Blog | Conheça os principais tipos de fraturas

Conheça os principais tipos de fraturas

20 de Junho de 2020

Podemos dizer que o corpo humano é um quebra-cabeça perfeito composto por diversos sistemas que interagem entre si.

Um dos principais sistemas desse quebra-cabeça é o esquelético, formado por um conjunto de ossos e tecidos que são interligados e desempenham diversas funcionalidades.

Os ossos são estruturas muito resistentes que têm a capacidade de suportar cargas essenciais sem fraturar. Contudo, quando os limites são excedidos, um dos ossos se quebra, dando origem à uma fratura.

Na leitura a seguir, você conhece alguns dos principais tipos de fraturas. Confira!

O que é uma fratura?

A fratura é a perda de continuidade do osso, ou seja uma quebra do mesmo, gerando um ou mais pedaços, sendo normalmente, consequências de quedas, pancadas ou acidente. Um dado importante a se levar em consideração é o de que idosos e mulheres na menopausa passam a ter ossos mais frágeis, o que favorece a ocorrência de fratura mais frequentemente, mesmo durante atividades corriqueiras.

Tipos de fraturas ósseas

Traumáticas

Ocorrem em ossos onde não há doença prévia, mas sim quando é aplicada uma força superior ao seu coeficiente de resistência e elasticidade. Fraturas traumáticas são mais comuns nos ossos longos do membro inferior e em pacientes com idade inferior a 40 anos, geralmente provenientes de acidentes com veículos automotores.

Patológicas

Este tipo de fratura ocorre em um osso que foi previamente enfraquecido por um processo patológico. As causas podem ser gerais como osteoporose senil, hiperparatireoidismo, osteogênese imperfeita, ou locais, como cistos, tumores e infecções. O diagnóstico dessas fraturas ósseas patológicas é radiográfico, mas pode ser questionado clinicamente, já que geralmente o traumatismo causador da fratura é muito pequeno.

Estresse ou fadiga

Essa ruptura se instala vagarosamente devido à confluência de microfraturas que surgem em decorrência de pequenos traumatismos ou esforços aplicados ciclicamente no osso. Está muito relacionada com atividades esportivas ou profissionais como: fraturas do terço proximal da tíbia na bailarina ou a fratura de metatarsais em recrutas do exército que fazem marcha forçada.

As fraturas ósseas por estresse são caracterizadas por dor atípica de caráter progressivo e um processo de reparação do osso que vai se instalando simultaneamente. Normalmente, quando é diagnosticada, já existe um calo ósseo presente.

Simples ou fechada

Tipo de fratura onde o osso não atravessa a pele.

Exposta ou aberta

Nessa fratura o osso quebrado se projeta através da pele.

Completa

Esse tipo de fratura ocorre de forma completa, quando acontece o corte e separação das partes fraturadas. As principais formas de fraturas ósseas completas são:

Fratura transversal: ocorre em um ângulo quase reto em relação ao eixo longitudinal do osso;

Fratura oblíqua: atravessa o osso em um ângulo oblíquo;

Fratura em espiral: o osso é separado e a fratura forma espirais ao redor do eixo longitudinal.

Incompleta

Nesse tipo de fratura o osso não é quebrado em duas partes, mais comum em crianças. Também é conhecida como fratura em fissura.

Existem vários outros tipos de fraturas, com particulares e cuidados específicos, como: fraturas em greenstick, cominutiva, impactada e de colles.

Cada tipo de acidente pode levar a um resultado de maior ou menor dano. O importante, é buscar atendimento médico o mais rápido possível para evitar qualquer tipo de complicação ou sequela. Todos os direitos reservam-se as fontes mencionadas.

Disponível em:

https://www.tuasaude.com/sintomas-de-fratura/

https://blogfisioterapia.com.br/tudo-sobre-fraturas-osseas/

https://www.infoescola.com/medicina/tipos-de-fratura/


VOLTAR
© 2020 CETAM Diagnóstico por Imagem
- Todos os direitos Reservados
Desenvolvido por AOX DIGITAL