CETAM – Tomografia e Ressonância
Home | Blog | Sinais e prevenção da Osteoporose

Sinais e prevenção da Osteoporose

27 de Fevereiro de 2020

A osteoporose é uma doença que deixa os ossos frágeis e porosos, sendo mais comum em mulheres acima dos 45 anos. À medida que vai progredindo com o avançar da idade, essa condição aumenta o risco de fraturas, especialmente do quadril, da costela e colo do fêmur.

Apesar de ser uma doença muito associada ao envelhecimento, alguns hábitos de vida também podem influenciar na ocorrência da osteoporose, como o sedentarismo, má-alimentação e o consumo de bebidas alcoólicas.

Descubra a seguir como essa patologia se manifesta e saiba como prevenir-se.

Os sintomas

A Osteoporose é popularmente conhecida por ser uma doença silenciosa, visto que normalmente não são notados sintomas, e por essa razão, o diagnóstico costuma ser feito somente após a ocorrência de uma fratura, quando a mesma já encontra-se em estágio avançado e com deformações que causam dores crônicas.

Fatores de risco      

Existem algumas condições e circunstâncias que podem promover o surgimento da doença, tais como:

  • • Predisposição genética;
  • • Envelhecimento;
  • • Dieta pobre em cálcio;
  • • Sedentarismo;
  • • Abuso de álcool;
  • • Tabagismo;
  • • Menopausa;
  • • Uso abusivo de remédios à base de corticoides;
  • • Diabetes;
  • • Disfunções na tireoide.

Prevenção

Um dos pontos mais importantes no controle da doença é que a pessoa tenha um estilo de vida saudável, o que inclui a prática de exercícios físicos regularmente.

Contudo, é certo que a ingestão de cálcio é imprescindível para a renovação óssea: o recomendável é 1000 miligramas por dia – o equivalente a quatro porções lácteas. Embora outros alimentos também tenham alto teor de cálcio, como brócolis e folhas verde-escuras, o nutriente é mais abundante em leite e derivados.

Mas a vitamina D também é importante nesse processo. Sem ela, a absorção do mineral fica prejudicada. A recomendação é de 400 e 600 miligramas diários dessa vitamina. Como poucos alimentos são ricos no nutriente, o banho de sol é a solução – com 15 minutos diários, sem protetor, a vitamina D chega ao intestino e ajuda a incorporar o cálcio.

Tratamento

A primeira alternativa para tratamento da osteoporose é ajustar a dieta para sejam ingeridas as quantias corretas de alguns minerais, como cálcio e vitamina D. Entretanto, uma vez que a doença já estiver instalada, o uso de medicamentos para melhorar a resistência do osso, impedir sua degeneração e incentivar a reconstrução torna-se quase que obrigatório e necessário.

Todos os direitos reservam-se as fontes mencionadas.

Disponível em: https://saude.abril.com.br/medicina/o-que-e-osteoporose-e-quais-seus-sintomas-tratamentos-e-causas/ https://drauziovarella.uol.com.br/doencas-e-sintomas/osteoporose/ http://bvsms.saude.gov.br/dicas-em-saude/2106-osteoporose

VOLTAR
© 2020 CETAM Diagnóstico por Imagem
- Todos os direitos Reservados
Desenvolvido por AOX DIGITAL