Densitometria Óssea - CETAM – Tomografia e Ressonância
Densitometria Óssea
Home | Exames |Densitometria Óssea
O QUE É DENSITOMETRIA ÓSSEA?
Este exame de imagem, conhecido também como DMO, é o exame que verifica a quantidade de mineral (densidade) dos ossos, detectando assim a perda óssea de maneira precisa, além de avaliar a massa óssea em crianças e adolescentes quando recomendado por um especialista.

Com qual a frequência devo fazer a densitometria óssea?
Irá de acordo com a indicação do seu especialista. Se caso o exame estiver normal, recomenda-se após dois anos, caso contrário, anualmente ou a cada três meses, seguindo com marcadores bioquímicos osteocalcina e CTX.

Qual especialista pode solicitar este exame?
Este exame pode ser solicitado por qualquer médico, sendo comum, reumatologistas, endocrinologistas, ortopedistas e geriatras, lembrando que é um exame solicitado quando há indícios da possibilidade de osteoporose, mesmo que precoce.

O que acontece durante a densitometria óssea?
Não é necessário jejum, nem preparo prévio com suplementação de cálcio. A única recomendação são roupas leves, sem detalhes metálicos que possam atrapalhar na realização do mesmo (por ser um exame de imagem). O paciente ficará deitado sobre uma mesa por cerca de cinco a dez minutos e é um exame indolor.

EM QUAL CASO É INDICADO O EXAME DE DENSITOMETRIA ÓSSEA?


Por diagnosticar de maneira precisa a perda de massa óssea, este exame é indicado para diagnosticar e o acompanhar a osteoporose e da osteopenia. Em casos como o avanço da osteoporose pós-menopáusica, sedentarismo, pacientes com doenças de tireoide, com doenças reumáticas, cálculo renal ou doença gastrointestinal, pacientes em tratamento com corticosteroides e demais casos.
Convênios atendidos
© 2019 CETAM Diagnóstico por Imagem
- Todos os direitos Reservados
Desenvolvido por AOX DIGITAL